Institucional

Um pouco de nossa História

Seguindo o ideal de Madre Agathe, o grupo formado por oito religiosas e uma leiga enfrentou três meses de viagem para instalar-se no Brasil. Em 15 de outubro de 1896, orientadas por Madre Loyola, as primeiras representantes da Congregação Damas chegaram ao porto do Recife. Foram elas as Irmãs Marie Alphonse Cloes, Marie Elisabeth Dobbelaere, Barbe Duchaine, Gabrielle de Vreese, Sylvie Goethls. Estabeleceram-se em Olinda, no Convento de São Francisco - primeira casa da Congregação no Brasil - onde já ofereciam aulas de música ao internato. 

Em apenas cinco anos de instalação no País, adquiriram definitivamente um prédio no Recife, em Ponte D'Uchoa. Em 1921, compraram a Casa do Barão de Casa Forte, que, juntando-se ao primeiro terreno, forma a atual área do Colégio.


Fundadora

Madre Agathe Verhelle

Madre Agathe Verhelle (Agnês Marguerite)
Nascimento: 23/02/1786
Cidade: Bruges
País: Bélgica

Filha do Sr. Francisco Verhelle e da Sr. Carlota Maria de Van Bussche, ela viveu numa Bélgica dominada pela França e pela Holanda protestante. As instituições católicas belgas estavam desmoronadas.

Pelo esforço pessoal (foi autodidata) e pela influência cristã de sua família, teve ainda cedo despertada a sua vocação de educadora, motivo que a levaria a fundar o Instituto das Damas da Instrução Cristã.

Hoje, as irmãs da congregação têm a mesma missão: ser presença ativa na igreja junto a família através das crianças e adolescentes, a fim de que todos coloquem-se à serviço na construção da nova civilização do Amor.

Fundação
Madre Agathe persistiu por seis anos no ideal de tornar-se religiosa, enfrentando inclusive a oposição aberta de sua família. O chamado de Deus, no entanto, foi mais forte. Em 18 de julho de 1815, aos 29 anos, deixou secretamente a família e ingressou na vida religiosa. Mas suas dificuldades continuaram e, dentre elas, destaca-se o fechamento, em 7 de julho de 1822, da instituição na qual ingressara. Cerca de oito meses após o fechamento, pelo rei Guilherme I da Holanda, já em 1823, Madre Agathe funda uma nova Instituição e dá continuidade a que hoje fazemos parte: Instituto das Damas da Instrução Cristã.


Evolução
Disposta a continuar o seu trabalho de educação da juventude, Madre Agathe funda, na Europa, as casas de Vracene (1827), Audenarde (1828), Bruges (1829), Renaix (1832), Anvers (1834), Gand (1838) e Liege (1838) e, após a sua morte, em 1858, o Instituto, já consolidado, expande-se pelos continentes Sul-Americano e Africano, revelando a face do Cristo educador à juventude.

 

MissãoFormar a pessoa humana com base nos valores cristãos, éticos e acadêmicos, de maneira participativa e comprometida, encarnando a face atual do Cristo educador para construir uma sociedade sustentável.


Valores
1. Revelar a face atual do Cristo educador;

2. Duc in Altum – Avançar para águas mais profundas;

3. Promover o conhecimento científico e a pesquisa;

4. Respeito e acolhimento à pessoa humana como imagem e semelhança de Deus;

5. Tudo fazer bem com amor e alegria, competência e ousadia;

6. Diálogo, escuta e discernimento;

7. Observância do direito e a prática da justiça;

8. Educar com firmeza e afeto;

9. Comprometimento, ética e transparência.


Visão

Ser o Grupo de Educação Damas, propiciando visibilidade e expansão ao carisma institucional com ações conjuntas e participativas, pautado na educação acadêmica e cristã que contribua para uma sociedade ética e fraterna.


Carisma

"Sacrificar-nos e consagrar-nos inteiramente à juventude em qualquer lugar onde pudermos cooperar na propagação da glória do Senhor."


scroll up