CARTA DA NOSSA HISTÓRIA

Tudo começou em uma região distante do Brasil, na Belgica. Isso aconteceu há duzentos anos atrás. Nasceu uma menina chamada Inês Margarida Verhelle que se encantou pela vida religiosa e em 1823 a menina já era mulher, religiosa consagrada e empenhada em ensinar com firmeza e afeto outras moças de seu tempo. Ela adotou em sua consagração o nome Agathe e fundou uma Instituição de ensino que se espalhou mundo afora. Mesmo depois de sua morte a missão permaneceu. E veio acontecer no nosso país. De lá do Recife, região nordeste do nosso Brasil se viu a necessidade de estender o carisma de ‘sacrificar e consagrar-se à juventude’ em outras partes do território. Foi então que o sul do Paraná recebeu em Maringá, cidade jovem de vinte anos, uma nova forma de ensinar. A história que conto agora começou aqui em 1967 e desde então faz a diferença na vida de tantas pessoas. Vou te contar como foi...

No dia 26 de julho de 1965, as religiosas da Instrução Cristã receberam da Companhia de Melhoramentos do Paraná o Registro oficial da doação de um terreno em Maringá e foi decretada a ordem de início da construção de uma instituição de ensino. Nesse terreno então se iniciou o colégio Regina Mundi. O nome era diferente naquela época, se chamava Ginásio Regina Mundi. A irmã Aury acompanhou e testemunhou em cartório a oficialização desse marco histórico. Enquanto erguia-se a estrutura as irmãs compartilhavam sobre a grande importância de ter uma obra como essa em naquela cidade canção. Finalmente em 27 de setembro de 1966, as religiosas reverendíssimas madres superiores se reuniram em assembleia e decidiram que era autorizada a Fundação do Ginásio Regina Mundi.

Meses depois, já no ano de 1967 muitas coisas aconteciam em ritmo acelerado rumo à missão de educar. Em 5 de janeiro daquele ano,  as irmãs receberam o decreto do governo do Estado do Paraná autorizando o funcionamento do colégio; Foi uma grande alegria. Tudo estava ocorrendo em favor da obra de Deus iniciada por Me. Agathe. Naquele mesmo ano e mesmo mês, 21 de janeiro de 1967, celebrou-se uma Missa solene em ação de graças e para receber a benção do Bispo D. Jaime Luiz Coelho que apoiou desde o início esse processo. Nesse dia também se nomeou quem seria a primeira diretora, secretária e tesoureira. As religiosas e os convidados comemoraram o início de uma grande história, cheios de esperança.

No mês seguinte, no dia 27 de fevereiro de 1967 aconteceu a 1ª Reunião Pedagógica com o corpo docente. Nessa ocasião foi realizada a apresentação da proposta de formação e educação que os pais esperavam para suas filhas, pois nesse período eram apenas as meninas que estudariam nessa instituição. Nesse dia também aconteceu a distribuição de turmas. Essa reunião se tornou tradição, pois até hoje iniciamos o ano letivo dessa mesma forma. Algo de interessante nessa época é que algumas irmãs também eram professoras.

Chegou o dia da tão esperada inauguração, que ocorreu em 1º de março de 1967. Conta-se que esse momento foi emocionante pois se tratava da Aula inaugural. Durante esse ano ainda ocorreram situações que fortaleceram e solidificaram a permanência da instituição em nosso estado e no final do ano letivo, 30 de dezembro de 1967, foi realizado um Balanço geral do ano. Nessa ocasião já se pensava sobre a qualidade do ensino ofertado e decidiam-se as previsões e melhoramentos para o ano posterior. Em um dos documentos oficiais dessa nossa história encontramos o relato de Me. Monica que já em 1969, na abertura daquele ano letivo disse aos educadores, pais e alunos em uma palestra inaugural “a juventude é como diamante a ser lapidado... para que possam mais tarde oferecer à sociedade e à família o brilho de seu idealismo e de sua dedicação... e o ser humano é também como um rio, há àqueles que desde a nascente serpenteiam, ignoram sua finalidade e terminam se escasseando... são os rios temporários; e há outros que parecem conhecer bem sua meta, transpõem obstáculos e se tornam caudalosos e em sua busca, acabam por desaguar no mar.”

E com essa memória tão rica de nossa história queremos com grande alegria que celebrar nosso propósito. Somos o Colégio Regina Mundi e como educadores e agentes da educação cristã, temos o orgulho de dizer que desde 1966 formamos pessoas no território maringaense para que, assim como rios caudalosos, saibam fluir em seu propósito na correnteza da vida e busquem mergulhar em águas mais profundas. Nesse aniversário do nosso Regina Mundi dizemos Duc in Altum! Vivemos 54 anos de Regina Mundi e desejamos com fé viver muito mais. Que as bênçãos de Maria, a rainha do mundo e a intercessão de Me. Agathe nos levem para essas águas!

Por Mariana Vieira Sarache (coord. do Ensino Fundamental Anos Iniciais)

COMUNIDADE REGINA MUNDI
Da esquerda para a direita: Ir. Marceli, Ir. Cleidiana, Ir. Agda, Ir. Inez e Ir. Rosineide

MISSÃO

Formar a pessoa humana com base nos valores cristãos, éticos e acadêmicos, de maneira participativa e comprometida, encarnando a face atual do Cristo educador para construir uma sociedade sustentável.

VISÃO

Ser o grupo de educação Damas, propiciando visibilidade e expansão ao carisma institucional com ações conjuntas e participativas, pautado na educação acadêmica e cristã que contribua para uma sociedade ética e fraterna.

VALORES

1. Revelar a face atual do Cristo educador;
2. Duc in Altum – Avançar para águas mais profundas;
3. Promover o conhecimento científico e a pesquisa;
4. Respeito e acolhimento à pessoa humana como imagem e semelhança de Deus;
5. Tudo fazer bem com amor e alegria, competência e ousadia;
6. Diálogo, escuta e discernimento;
7. Observância do direito e a prática da justiça;
8. Educar com firmeza e afeto;
9. Comprometimento, ética e transparência.